Pandora Abriu A Caixa...

quinta-feira, fevereiro 04, 2016



Pandora abriu
A Caixa…

E toda sorte
de cara desgraça
se espalhou pela
face
e pela
contraface
da Terra.

Pandora abriu
A Caixa…

E o uivo
dos Titãs Vencidos
ainda ressoa
nos túmulos que
formam toda esta
Humanidade.

Pandora abriu
A Caixa…

E a miséria
cresce agora
nas almas
de todos os humanos
hipnotizados
por uma civilização
destroçada.

Pandora abriu
A Caixa…

E O Trovão
Ressoa
Mais Alto
Do Que O Cair
Do Raio!

Pandora abriu
A Caixa…

Quem consegue
contar as estrelas
que brilham
mais fortes,
anunciando doces
maravilhas
e amorosos tempos,
hoje em dia?

Pandora abriu
A Caixa…

O zumbido
das moscas
pousando em cada
carcaça que se chama
humana gente
chega aos ouvidos
dos Imortais!

Pandora abriu
A Caixa…

E quem ergue
hoje em dia
uma espada contra
toda a
Desgraça Contemporânea
que nos aborta,
que nos massacra,
que nos vomita,
que nos encharca
com podridões
e inapagáveis
manchas?

Pandora abriu
A Caixa…

A Queda,
A Queda,
Humanidade,
Estamos Na Queda
Eterna
Em Direção Ao
Abismo Das Eras!

Pandora abriu
A Caixa…

E algo
pode ser visto
hoje
como a luz
que podemos abraçar
para do Abismo
nos livrar?

Pandora abriu
A Caixa…

E A Esperança
foi trancada
em outra Caixa,
Ela fugiu
deste mundo
em vista de tamanha
Decadência,
Destruição
e Derrota…

Inominável Ser
DECADENTE
DESTRUÍDO
DERROTADO




Vejam Deuses Mortos...

quarta-feira, fevereiro 03, 2016


Vejam Deuses Mortos
Carregando os próprios
Cadáveres esquartejados
Para o salão aberto perto
Do Abismo Maior
Terrestre…

Vejam Deuses Mortos
Caminhando para
O Abismo Maior
Terrestre
Como campeões de
Existenciais esgotamentos
De si mesmos…

Vejam Deuses Mortos
Guiando uns aos outros
Em si mesmos
Para o assombroso local
Que substituirá
Todos os altares
Onde Seus Nomes
Um dia foram
Evocados…

Vejam Deuses Mortos
Comendo pedras
Que foram lançadas
Nas testas Deles
Pelas brincadeiras
Do Tempo
E a crueldade
Da Má Sorte…

Vejam Deuses Mortos
Descendo ao
Abismo Maior
Terrestre…

Vejam Deuses Mortos
No Abismo Maior
Terrestre…

Vejam Deuses Mortos
No Abismo Maior…

Vejam Deuses Mortos
No Abismo…

Vejam:

Deuses Mortos…

Deuses Mortos…

DEUSES MORTOS!!!

VÊEM???

VÊEM???

VÊEM???

É A Visão
Que permanece ativa
Na Biblioteca
Invisível Terrestre
Para contar
Toda Verdadeira
História
Sobre o trágico fim
De Eras mais
E mais
E mais
E mais
Douradas…

É A Visão
Do Eterno Ragnarok
De Todos Os Deuses
Antigos...

Visão
Que me fere...

Visão
Que me atormenta...

Visão
Que me devora...

Visão
Que me destrói...

Visão
Que me aniquila...

Visão
Que me extingue
O próprio sabor
De continuar
Supostamente vivo
A caminhar
Por esta Terra
De assassinos...

Inominável Ser
VENDO
DEUSES
MORTOS






Iansã Derrama Seus Raios!

quarta-feira, janeiro 27, 2016


Epahei!

Derramando Seus Raios
Sobre Solos Sagrados,
Iansã Segue Seu Caminho
Abrindo Fronteiras!

Epahei!

Derramando Seus Raios
Sobre Campos Ocultados,
Iansã Abre Os Destinos
Dos Filhos De Seu Raio!

Epahei!

Derramando Seus Raios
Sobre O Grande Mar,
Iansã Derruba As Chamas
Dos Baixos Caminhos!

Epahei!

Derramando Seus Raios
Sobre O Pequeno Mar,
Iansã Arrasa Os Acampamentos
Das Tribos Do Baixo!

Epahei!

Derramando Seus Raios
Sobre O Médio Mar,
Iansã Atinge Os Líderes
Das Legiões Da Perversidade!

Epahei!

Olha Como Iansã
Guerreia,
Olha Como Iansã
Comanda!

Epahei!

Olha Como Iansã
Governa,
Olha Como Iansã
Conquista!

Epahei!

Olha Como Iansã
Vence,
Olha Como Iansã
Segue Vencendo!

Epahei!

Ó,
Minha Mãe
Iansã,
Guerreia Pela Terra!

Epahei!

Ó,
Minha Mãe
Iansã,
Guerreia Pelo Universo!

Epahei!

Ó,
Minha Mãe
Iansã,
Guerreia Pela Criação!

Epahei!

Ó,
Mãe Iansã
Dos Filhos Do Raio,
Conosco Guerreai!

EPAHEI!!!

EPAHEI!!!

EPAHEI!!!

EPAHEI!!!

EPAHEI!!!

EPAHEI!!!

EPAHEI!!!

EPAHEI!!!

EPAHEI!!!

Inominável Ser
GUERREANDO
AO LADO
DA SENHORA
DO RAIO
NOS RAIOS
IANSÃ





Tara, A Veloz Em Nossas Marchas

terça-feira, janeiro 26, 2016



Oṃ Tāre Tuttāre Ture Svāhā
Oṃ Tāre Tuttāre Ture Svāhā
Oṃ Tāre Tuttāre Ture Svāhā


No Terreno
Do Imponderável,
No Império
Do Incomunicável,
Livrai-Nos Do
Urso Inimigo
Dos Nossos Passos.


Oṃ Tāre Tuttāre Ture Svāhā
Oṃ Tāre Tuttāre Ture Svāhā
Oṃ Tāre Tuttāre Ture Svāhā


Na Ascensão
Do Incognoscível,
Na Ronda
Do Incompreensível,
Dá-Nos O Néctar
Que Preencha
Nossos Corações
De Felicidades.


Oṃ Tāre Tuttāre Ture Svāhā
Oṃ Tāre Tuttāre Ture Svāhā
Oṃ Tāre Tuttāre Ture Svāhā


Nos Passos
Do Inegável,
Nos Atos
Do Irrefreável,
Erga-Nos Diante
Das Torres Destruidoras
Do Ego
E Da Cobiça.


Oṃ Tāre Tuttāre Ture Svāhā
Oṃ Tāre Tuttāre Ture Svāhā
Oṃ Tāre Tuttāre Ture Svāhā


No Avanço
Do Infinito,
Nos Degraus
Do Interminável,
Colha-Nos Intactos
Em Meio Aos
Estrondosos Desmoronamentos
Deste Mundo.


Oṃ Tāre Tuttāre Ture Svāhā
Oṃ Tāre Tuttāre Ture Svāhā
Oṃ Tāre Tuttāre Ture Svāhā


Nas Agitações
Das Irmandades,
No Fluir
Das Institucionalidades,
Agrega-Nos À Ordem
Que Perfeitamente
Equilibra A Balança
Da Harmonia Cósmica.


Oṃ Tāre Tuttāre Ture Svāhā
Oṃ Tāre Tuttāre Ture Svāhā
Oṃ Tāre Tuttāre Ture Svāhā


No Dinamismo
Do Interno,
No Evoluir
Do Intenso,
Envolva-Nos Nos Vossos
Eterníssimos Braços
De Sagradíssima Mãe
Da Nossa Libertação.


Oṃ Tāre Tuttāre Ture Svāhā
Oṃ Tāre Tuttāre Ture Svāhā
Oṃ Tāre Tuttāre Ture Svāhā


No Verbo
Do Impenetrável,
No Verso
Do Inominável,
Tenha-Nos Fora Das
Inertes Rodas Materiais
E Fixos No Espaço Que É
Um Em Um Em Um.


Oṃ Tāre Tuttāre Ture Svāhā
Oṃ Tāre Tuttāre Ture Svāhā
Oṃ Tāre Tuttāre Ture Svāhā
Oṃ Tāre Tuttāre Ture Svāhā
Oṃ Tāre Tuttāre Ture Svāhā
Oṃ Tāre Tuttāre Ture Svāhā
Oṃ Tāre Tuttāre Ture Svāhā
Oṃ Tāre Tuttāre Ture Svāhā
Oṃ Tāre Tuttāre Ture Svāhā
Oṃ Tāre Tuttāre Ture Svāhā
Oṃ Tāre Tuttāre Ture Svāhā
Oṃ Tāre Tuttāre Ture Svāhā
Oṃ Tāre Tuttāre Ture Svāhā
Oṃ Tāre Tuttāre Ture Svāhā
Oṃ Tāre Tuttāre Ture Svāhā
Oṃ Tāre Tuttāre Ture Svāhā
Oṃ Tāre Tuttāre Ture Svāhā
Oṃ Tāre Tuttāre Ture Svāhā
Oṃ Tāre Tuttāre Ture Svāhā
Oṃ Tāre Tuttāre Ture Svāhā
Oṃ Tāre Tuttāre Ture Svāhā
Oṃ Tāre Tuttāre Ture Svāhā
Oṃ Tāre Tuttāre Ture Svāhā
Oṃ Tāre Tuttāre Ture Svāhā
Oṃ Tāre Tuttāre Ture Svāhā
Oṃ Tāre Tuttāre Ture Svāhā
Oṃ Tāre Tuttāre Ture Svāhā


Inominável Ser
SENTINDO
A SUAVIDADE
DAS MÃOS
DA GLORIOSA
TARA

Panteões Que Aprecio

 

Navega

Firefox

Firefox