Gemini - Sakimichan


O Ar Molda
Novas Vozes
Que Ao
Caminhante No Deserto
Chegam Como
As Mensagens
De Novos Mundos
Cada Vez Mais
Profundos.

Os Silfos
Formulam Matemáticas
Que A Fala
Da Ortografia
Dos Verbos
Ainda A Serem
Feitos Verbos
Passam A Conjugar
Nas Variações
Do Ar
A Vibrar.

A Face
Cósmica
E A Face
Anti-Cósmica
Se Revelam.

O Sol
E O Anti-Sol
Brilham
No Mesmo
Horizonte.

A Lua
E A Anti-Lua
Erguem
Todas As
Marés.

A Estrela
E A Anti-Estrela
Gravitam
Em Redor Dos
Universos.

Os Versos
E Os Anti-Versos
Proferem
Novos Nomes Nas
Criações.

As Trevas
E As Luzes
Brilham
Em Todos Os
Vales.

As Águas
E Os Fogos
Viajam
Pelos Mesmos
Caminhos.

A Leveza
E O Peso
Abordam
O Mesmo
Espaço.

O Preenchido
E O Vazio
Inserem-Se
Dentro Do
Receptáculo.

A Música
E O Silêncio
São Ouvidos
Dentro Do
Cubículo.

A Aurora
E O Crepúsculo
Se Erguem
No Mesmo
Plano.

O Abismo
E O Alto
Vibram
No Mesmo
Altar.

O Tempo
E O Não-Tempo
Correm
Na Mesma
Realidade.

O Espaço
E O Não-Espaço
Compreendem
O Mesmo
Templo.

O Caminhante
No Deserto
E O Deserto
No Caminhante
Atuam
Perto
E Longe
Dos Princípios
E Lógicas
Dos Mistérios
Internos
Que Os Silfos
Dão Como
Resposta.

Na Estrada
De Gêmeos
Cada Passo
É Ascensão
Para O Primordial
Ar
Que O Caminhante
No Deserto
Deve Buscar
Para Saber
Verdadeiramente
Respirar.

Inominável Ser
EM TERRAS
DA ESTRADA
DE GÊMEOS





Tauro - Sakimichan


Nos Subterrâneos
Domínios Maiores,
Os Gnomos Escavam
A Trilha Da Caverna
Através Da Qual
O Caminhante No Deserto
Deve Descalço
Percorrer.


Descalço
Para Sentir
O Produtivo Poder
Do Primordial.


Descalço
Para Sentir
O Fértil Poder
Do Primordial.


Descalço
Para Sentir
O Fecundante Poder
Do Primordial.


Descalço
Para A Senhora
Nascida Da Espuma
Do Mar.


Descalço
Para O Alado
Mensageiro
Imortal!


Passo A Passo
Nos Caminhos
Do Amor
Universal!


Passo A Passo
Nos Labirintos
Do Útero
Universal!


Passo A Passo
Para O Grande
Veículo Da Roda
Que Nunca
Vai Parar
De Girar!


E Aquele
A Caminhar
No Deserto
Produz.


E Aquele
A Caminhar
No Deserto
Fertiliza.


E Aquele
A Caminhar
No Deserto
Fecunda.


E Os Gnomos
Ligados À
Grande Terra
Escavam
Cada Vez
Mais Fundo
E Penetrantes
No Coração
Das Origens
De Tudo
Que Precisa
Morrer
Para Renascer.


Na Estrada
De Touro
Cada Passo
É Uma
Terra
De Descobertas
E Encontros
Dada Pelos
Mestres
Ao Discípulo
Que Trilha
Com Disciplina
O Grande
Caminho Subterrâneo
De Todas
As Terras.


Inominável Ser
EM TERRAS
DA ESTRADA
DE TOURO





Aries - Sakimichan


As Aladas Salamandras
Rompem As Cortinas
Que Escondem
O Véu Criador
Diante Do Adequado
Caminhante No Deserto
Pronto Para Erguer
Cada Espada
No Verdadeiro Guerrear.

A Manifestada
Salamandra
Indica Os Elementos
Que Refazem
A Origem
De Cada Molde
Soprado Pelo
Moldador.

A Processadora
Salamandra
Prepara Cada
Transmutação
Necessária Ao
Caminhante Calado
Diante Do
Expansivo Furor.

A Cíclica
Salamandra
Bate Asas
Diante Das Rodas
Que Giram
Em Todos
Os Tempos
E Em Todos
Os Espaços.

A Criadora
Salamandra
Dá Ao Caminhante
Cada Chave
Dos Primeiros
Grandes Portões
Que Levam
Ao Primeiro
Caminho.

O Grande
Rubro Guerreiro
Se Ergue
Indicando
Com A Ponta
Da Flamejante
Espada
Uma Estrada
De Infindas
Curvas.

O Grande
Astro Iluminador
De Todas
As Almas
Envia Carruagens
Que Podem Ser
Apenas Brasas
Que Podem
Queimar
Ou Dourados
Veículos
Em Direção
Ao Único
Caminho.

O Que
O Caminhante
Deve Fazer?

O Que
O Caminhante
Deve Escolher?

O Que
O Caminhante
Não Deve Fazer?

O Que
O Caminhante
Não Deve Escolher?

O Que Fazer
Está
Na Mente
Do Caminhante.

O Que Escolher
Está
Nas Mãos
Do Caminhante.

O Que
Não Fazer
Está
Nos Lábios
Do Caminhante.

O Que
Não Escolher
Está
Nos Pés
Do Caminhante.

Na Estrada
De Áries
Cada Passo
É Fogo
Que Os Mestres
Oferecem
Ao Discípulo
Todo Preparado
Para Iniciar
Sua Fátua
Jornada.

Inominável Ser
EM CHAMAS
NA ESTRADA
DE ÁRIES





Zeus and Thetis - Jean-Auguste Dominique Ingres



Esplendorosamente,

Eu Vi O Raio

Cair...


Eu Estava Lá,

Lá,

E Vi O Raio

Cair...


Eu Estava Lá,

Na Grécia Alta,

E Vi O Raio

Cair...


A Tempestade

Foi Eterna,

A Tempestade

Foi Infinita!


A Tempestade

É Eterna,

A Tempestade

É Infinita!


Atravessando Os

Tempos,

Atravessando Os

Mundos,

Ainda Vejo O Raio

Caindo!


Atravessando O

Kosmos,

Atravessando A

Criação,

Ainda Vejo O Raio

Caindo!


O Raio,

O Raio,

Caindo,

Caindo,

Caindo,

Caindo,

Caindo,

Sobre A Minha

Grega Vestimenta

De Guerreiro

Espartano!


O Raio,

O Raio,

O Raio,

O Raio,

O Raio,

Ah,

O Raio,

Sagrando A Minha

Guerreira Espada

Em Minha

Guerreira Eterna

Alma!


O Raio,

O Raio,

O Raio,

O Raio,

O Raio,

O Raio,

O Raio,

Ah,

O Raio,

Caindo Em Mim

E Ascendendo-Me

Diante Do Olimpo

E Da Grande Águia

A Governá-Lo!


Ó,

Zeus,

Zeus,

Zeus,

Zeus,

Zeus,

Zeus,

Zeus,

Zeus,

Zeus,

Raio Eterno,

Eterno Raio,

Caindo,

Ascendendo-Me

E A Todos Aqueles

Que Em Grécia Alta

Viveram

Como Guerreiras Águias

Seguidoras Da Vossa

Olímpica Voz

De Grande Pai

Das Nossas

Ascendentes Eternas

Guerreiras Almas!


Ó,

Zeus!


Ó,

Zeus!


Ó,

Zeus!


Inominável Ser

ETERNO ESPARTANO

FILHO DE ZEUS