Lágrimas Dos Deuses Que Não Somos

Latest Articles

terça-feira, dezembro 06, 2016


Pallas Athena - Rembrandt



Querida Atena,
Esta é uma hora
De soberana serenidade
Desta minha alma
Desesperadamente ansiosa
No Útero Da Eternidade.
É uma hora
Para refletir sobre
Minhas danças feitas
Na ponte acima
Do Humano Abismo.
É uma hora
Para erguer todo
Meu pequeno pensamento
Ao Vosso Grande
Pensamento.
É uma hora
Para deter todo
Danoso arroubo
Do ignorante instinto
De minha carne.
É uma hora
Para derreter todo
Ardente frio
Um tanto quanto grande
Do meu dolorido
Coração tão humano.
É uma hora
Para descansar
Meus cansados pés
Feridos pelas pedras
Das estradas que já
Intensamente percorri.
É uma hora,
Apenas uma hora,
Querida Atena,
Na qual mais uma vez
Me desfaço da mentira
Da materialidade
E me entrego
Ao Vosso Eterno Sábio
Espírito Equilibrado.
Preciso da Senhora
Nesta hora,
Na próxima hora
E em todas as horas.
Preciso da Senhora,
Deusa Atena,
Em mais uma nova estrada
Que estou a percorrer.
Uma nova estrada
Nada suave,
Nada segura
E nem a última estrada
Que percorrerei.
Peço Vossas Mãos,
Então,
Para conduzir-me,
Querida Deusa
Atena.
Para que eu
Não caia.
Para que eu
Não desista.
Para que eu
Não me perca.




Continue reading

sexta-feira, dezembro 02, 2016



Em paz com
Os Dragões:
Um
Tempo Luzidio,
Tempo Aguardado,
Tempo Desejado.


Em paz com
Os Dragões:
Uma
Meta Alcançável,
Meta Almejada,
Meta Planejada.


Em paz com
Os Dragões:
Um
Campo Agradável,
Campo Florido,
Campo Banhado.


Quantas asas
Batemos
Em busca dessa
Paz?


Quantas asas
Que temos
Podem ser batidas
Em busca
Dessa paz?


Quantas asas
Ainda teremos
Para voarmos
Em direção
Ao encontro
Dessa paz?


A paz com
Os Dragões!


Os Dragões
Da Violência!


Os Dragões
Da Impiedade!


Os Dragões
Da Frieza!


Os Dragões
D Indiferença!


Os Dragões
Da Inveja!


Os Dragões
Da Mentira!


Os Dragões
Da Ruína!


Os Dragões
Da Desordem!


Os Dragões
Do Caos!


Os Dragões
Da Infertilidade!


Os Dragões
Da Vaidade!


Os Dragões
Do Egoísmo!


Os Dragões
Do Fatalismo!


Os Dragões
Do Fundamentalismo!


Os Dragões
Da Desgraça!


Os Dragões
Da Maldição!


Os Dragões
Da Miséria!


Quando?


Quando?


Quando?


QUANDO
OBTEREMOS
UM ACORDO
DE ETERNA PAZ
COM OS
DRAGÕES
GOVERNANTES
DA DESGRAÇA
CONTEMPORÂNEA???


QUANDO,
HUMANA
DIARIAMENTE
PULVERIZADA
POR TAIS DRAGÕES???


QUANDO,
HUMANO
DIARIAMENTE
PULVERIZADO
POR TAIS DRAGÕES???


QUANDO
QUANDO
QUANDO
QUANDO
QUANDO
QUANDO
QUANDO
QUANDO
QUANDO
???

Inominável Ser
PERGUNTANDO
AO DRAGÃO
HOMEM




Continue reading

sexta-feira, novembro 25, 2016


Art by Chelin Sanjuan


Em um sonho sempre novo
De uma Realidade sempre renovada,
Dou por iniciada uma menção
À Ressurreição Humana
No meio da
Desgraça Contemporânea
Onde toda a Terra
Agora se encontra.
Envolvo meus olhos nas visões
De um Presente menos pesado
E de um Futuro
Que se encarrega de infiltrar
Nas Sendas de um possível
Grande Dia Do Amanhã.
É um sonho bobo,
É um sonho tolo,
Mas,
É um sonho que devo alimentar
Sem que tudo seja
Tão devastador quanto
Não estou a sonhar.
As muitas ruínas terrestres
Dialogam com cada centímetro
Das humanas cidades
E semelhante a tempestades
Que engolfam toda
A superfície terrestre,
Sendo percebida por muitos
Que há muito
Desistiram de sonhar.
Às vezes,
Também desisto de navegar
Pelo Alto Sonhar
E Imaginar
Que o Grande Destino
Possa à Terra mudar…
Desisto
E me entrego ao desespero
Das humanas horas passadas
Diante da humana multidão
E da invisível assistência
Sempre em meu redor
Silenciosa…
Há um Deus morto
Em cada calçada,
Assim como Deuses moribundos
Pelos telhados
E Deuses natimortos
Pelos buracos das ruas.
A Luz se faz de distante,
As Trevas engolem
Toda a Humanidade
Nesta Desgraça
Civilizada.
A Lira está quebrada
E Harpas que tocam
Aniquiladoras Melodias
São tocadas pelos cadáveres
De todos os Deuses
Pela Terra.
Porém,
Eu ainda sonho
Com aquele
Grande Dia Do Amanhã,
Com dias de
Verdadeira Felicidade
Para a humana gente,
Com infinitas eras de
Verdadeira Paz
Por toda a Terra.
Eu sonho como uma criança
Das mais inocentes,
Abraçado por uma pesada
Melancolia gigante
E a certeza de que estou
Praticamente sozinho
Neste meu sonhar…
Eu sonho agora,
Sonho sempre,
Sonharei continuamente,
Com Algo que traga novamente
A Verdadeira Luz
Para este mundo
De trevosas epopéias amargas.
Sonharei,
Sim,
Plantando as sementes
De floridos novos campos
Para Deuses Ressuscitados
Amanhã:
Nós,
Irmãos humanos,
Que hoje estamos todos
Tão Caídos,
Decadentes
E Desgraçados.


Inominável Ser
SONHANDO
COM UM
GRANDE DIA
ETERNO
PARA
A HUMANIDADE





Continue reading

terça-feira, novembro 22, 2016


Shiva - Abhishek Singh


Shiva Resplandece
No Meio Dos Universos,
Transportando,
Transitando,
Transformando
O Panorama
E O Padrão
Dos Moldados
E Automanifestados
Tecidos Arquitetônicos.


Shiva Resplandece
No Expandir Dos Universos,
Atraindo,
Contraindo,
Explodindo,
Implodindo,
Constituindo O Repositório
De Forças Construtoras
Do Pulsar
Dos Universais Corações
Do Grande Verso.


Shiva Resplandece
Na Melodia Dos Universos,
Regendo,
Modulando,
Acompanhando,
Traduzindo,
Em Um Senso
De Alto Ritmo
No Palco Dos Sentidos
Das Vestimentas
Harmonias
Do Cósmico Eu.


Shiva Resplandece
No Ser Universal,
Conduzindo,
Reduzindo,
Impulsionando,
Variando,
No Infinito Gesto
Das Mãos
Que Guiam
A Ordem
E O Kaos
Naa Fronteiras
E Além Das Fronteiras
Do Cósmico Verbo.


Shiva Resplandece
No Giro Universal,
Quebrando,
Curando,
Ferindo,
Ativando,
As Cadeias Ressoantes
Nas Eternas Forças
Regendo As
Únicas Formas
Dos Cósmicos
Fundamentos.


Shiva Resplandece
Na Fonte Universal,
Ondulando,
Nadando,
Submergindo,
Emergindo,
Variável
E Imutável
Nas Ondas
Do Grande Mar
Erguido Pela
Eternidade
No Cósmico
Silêncio.


Shiva Resplandece
No Universo
Dos Seres,
Conspirando,
Conquistando,
Atraindo,
Purificando,
Simples Como
O Cair Da Serenidade
Da Chuva Farta,
Complexo Como
A Variabilidade
Das Eternas Mudanças
Das Cósmicas Danças.


Shiva Resplandece
Shiva Resplandece
Shiva Resplandece
Shiva Resplandece
Shiva Resplandece
Shiva Resplandece
Shiva Resplandece
Shiva Resplandece
Shiva Resplandece
Fazendo Com Que
O Universo
Dos Seres
Conjuntamente Entoe
No Cósmico Plano:


OM
SHIVA


OM
SHIVA


OM
SHIVA


OM
SHIVA


OM
SHIVA


OM
SHIVA


OM
SHIVA


OM
SHIVA


OM
SHIVA


Inominável Ser
VENDO
O RESPLANDECER
DE SHIVA




Continue reading

Panteões Que Aprecio