Desejado Equilíbrio...


Seria eu um ator de comédia dantesca
Se diante de toda lágrima
Dos maiores rompantes
De muitas lágrimas
Vertidas pelos humanos
Irmãos meus a chorarem
Me detivesse em pensar
Apenas em meu chorar...
Seria eu assim um ser
De desequilíbrios pelo ar,
Insensível às lágrimas no humano mar
E nadando em seu próprio
Egoístico mar...
Seria eu um ser sem fim,
Sem fim em meu ego tolo
De humano perdido,
Pois sou humano perdido
A pedir pela Balança Libriana
A Reger Todo Equilíbrio Cósmico
Uma forma de fazer equilibrar
A Humanidade que desequilibrada
Em suas balanças quebradas
Milenarmente está!
Aquela que segura
A Balança Do Mestre Libra,
Aquela Dama Equilibrada,
Aquela Dama Equilibradora,
Poderia ser A Mãe Do Mundo!
Ser A Mãe Do Mundo
Se todos os humanos
Fossem dignos todos de lhes serem
Sagrados filhos!
Ela como A Mãe Do Mundo
Pararia com a fome a dizimar
Milhões pelas africanas terras,
Milhões pelas demais terras
Deste mundo de tantas terras!
Ela equilibraria este mundo!
Ela como A Mãe Do Mundo
Daria a Voz Do Equilíbrio
Aos que matam seus humanos irmãos,
Aos que roubem seus humanos irmãos,
Aos que corrompem seus humanos irmãos,
Aos que enganam seus humanos irmãos,
Aos que destroem seus humanos irmãos,
Aos que esquecem seus humanos irmãos!
Ela equilibraria este mundo!
Ela como A Mãe Do Mundo
Devotaria-se a lutar equilibrada
Pela Grande Paz Equilibrante
Das Esferas Altas
Para que Esta neste mundo
Se fizesse vivamente equilibradora
De todos os humanos desequilíbrios!
Ela equilibraria este mundo!
Litanias de lágrimas,
Litanias de dores,
Litanias de sangue,
Litanias de desamores,
Deixariam então de serem
Entoadas pelas humanas gerações
De humanos horrores!
Ela equilibraria este mundo!
Ela equilibraria este mundo!
Ela equilibraria este mundo!
Ela equilibraria este mundo!
Ela...
Ela...
Ela,
Humanidade desequilibrada,
Desequilibrante Humanidade,
Humanidade desequilibradora,
Com A Balança Cósmica
Do Mestre Libra,
Ela que É
A Face Feminina Equilibrante
Da Maestria Equilibradora Cósmica
Do Mestre Libra,
Nos situaria em humano paraíso
Perto do Celeste Paraíso Do Alto!
Situaria sim...
Situaria,
Se nós aqui humanos desequilibrados
Não fôssemos tão filhos dedicados
Aos desequilíbrios cegos
De nossa humana decadência
Contemporânea,
De nossa eterna capacidade
Em sermos desequilibrados...




Comentários

Postagens mais visitadas