Guerras Guerras Guerras!!!


Guerras Guerras Guerras!!!

As civilizações desta bruta esfera
Estão n'alma manchadas
A Deusa Guerra
Ativa Em Todos Os Deuses Da Guerra
Torna impossível A Deusa Paz
Pousar Como Pomba
Em todas as guerreiras cidades!

Guerras Guerras Guerras!!!

Ouvem-se tambores guerreiros
Ouvem-se tambores sangrentos
A cada esquina violenta
A cada país engolfado
Nos braços da Deusa Guerra
Em Todos Os Deuses Da Guerra
Revelando-se nos homens
Que empunham as peças
Das terminações extremas
De existências também em guerra!

Guerras Guerras Guerras!!!

Iraque São Paulo Rio de Janeiro
Qualquer país qualquer cidade
Guerra de todo tipo
Guerra derramante
De sangue culpado
De sangue de todos os culpados
Nós que somos humanos
Somos todos os culpados
Por sermos Guerreiros Perdidos
No Caos
Ao invés de Guerreiros Encontrados
No Não-Caos!

Guerras Guerras Guerras!!!

Ao lado de todas as Guerras
A Deusa Morte
Em Todos Os Deuses Da Morte
Guerras E Mortes
Morte E Guerra
Guerra E Morte
Ciclo desta humana guerreira esfera
Ciclo desta humana morta esfera
Esfera que chora
O Espírito Da Terra
Eternamente chora
Os seus filhos humanos
São guerreiras feras
São mortas feras
Desde o primeiro grito de
Guerra
Desde a primeira
Morte
Em todas as
Guerras!

Guerras Guerras Guerras!!!

Nossos fronts são todos os dias
Em
Guerras Guerras Guerras!!!

Guerras Guerras Guerras!!!

Guerras pelo dinheiro que mata
Guerras pelo poder que mata
Guerras pelos preconceitos que matam
Guerras pelos egoísmos que matam
Guerras pelos esquecimentos que matam
Guerras pelos desprezos que matam
Guerras pelos ódios que matam
Guerras pelos amores que matam
Guerras pelos frutos que matam
Guerras pelas águas que matam
Guerras pelas terras que matam
Guerras pelos ares que matam
Guerras pelos bares que matam
Guerras pelas loucuras que matam
Guerras pelas mentiras que matam
Guerras pelas verdades que matam
Guerras Guerras Guerras
Guerras Guerras Guerras
Guerras Guerras Guerras
Guerras Guerras Guerras
Guerras Guerras Guerras
Guerras Guerras Guerras
Guerras Guerras Guerras
Guerras Guerras Guerras
Guerras Guerras Guerras
Guerras Guerras Guerras
Guerras Guerras Guerras
Guerras Guerras Guerras
Guerras Guerras Guerras
Guerras Guerras Guerras
Guerras Guerras Guerras
Guerras Guerras Guerras!!!

Cai agora a minha espada...

Quebrado está o meu escudo...

Meu capacete rachado...

Minha alma guerreira esfacelada...

Guerrear tanto por nada...

Guerrear...

Guerrear por quê?

Guerrear para quê?

Guerreamos por quê?

Guerreamos para quê?

Inominável Ser

GUERREIRO
GUERREIRO
GUERREIRO




Comentários

Postagens mais visitadas