Deusa Amada Inominável - Canto IV


Pequena fonte d'água
Em grande amável floresta
Reflete vossos olhos
E corpo de especial
Beleza Eterna
Na qual amparo meu olhar
De bardo a procurar
O grandioso início
De Vosso Grandioso Ser.

Deusa Amada Inominável,
Deusa Amada sobre
A pequena fonte d'água
A refletir-lhe a transcendente
Beleza Alta,
Segui-te até tal fonte
E vejo-Te a admirar-Se
Com tristeza,
Com suavidade,
Neste espelho d'água
Também a refletir
Este meu rosto,
Este meu corpo,
De humano efêmero.

Ao Vosso Olhar
Para o espelho d'água
Lanço meu pequeno olhar
De insensato insano bardo
A encontrar sempre os sorrisos
De Deusas Amadas Inomináveis
Como Ti.

Olho,
Olho,
Olho para o espelho d'água
E nele vejo Vosso sorriso
Para mim
A rfletir-se
Como Raio Inominável
De Senda Pura
Nos Momentos Cósmicos
Mais Inomináveis.

Que sorriso,
Que sorriso,
Que sorriso de Deusa Eternamente
Inominável
No Espelho Das Águas
Da Criação!

Que sorriso,
Que sorriso,
Que sorriso de Deusa De Excelências
Eternamente Inderrubáveis
No Espelho Que Demonstra
O Evoluir,
O Evoluir Acima,
O Evoluir Abaixo,
O Evoluir Até Ele,
O Pai Inominável Desconhecido!

Que sorriso,
Que sorriso,
Que sorriso,
Mais um sorriso
De mais uma adorável
Deusa Amada Inominável,
Filha Perfeita
Da Senda De Poder Inominável!

Que sorriso,
Que sorriso,
Que sorriso o Vosso,
Deusa Amada Inominável
Do Espelho Das Águas
Da Criação!

Que sorriso,
Que sorriso,
Que sorriso a abrir
Todas As Fontes Inomináveis
Das Verdades Inomináveis
Da Criação Ao Ritmo
Dos Braços Daquele!

Que sorriso,
Que sorriso,
Que sorriso,
Sorriso Que É O Mesmo
Daquele!

Que sorriso,
Que sorriso,
Que sorriso,
Sorriso Inominável
Do Pai Inominável Desconhecido!

Que sorriso,
Que sorriso,
Que sorriso,
Mãe Que É Pai,
Pai Que É Mãe,
No Inominável Rosto
Desta Deusa Amada Inominável
Que hoje,
Mais um Hoje Sagrado
Inominavelmente,
Venho a encontrar
Nos Altos Vales
Inomináveis!

Que sorriso,
Que sorriso,
Que sorriso a abrir
Os sorrisos em meu
Rosto nomeável sofrido,
Deusa Amada Inominável
Que Representa para o meu
Olhar nomeável cansado
O Pai Inominável Desconhecido,
A Mãe Inominável Desconhecida!

QUE SORRISO,
QUE SORRISO,
QUE SORRISO,
QUE SORRISO,
QUE SORRISO,
QUE SORRISO,
QUE SORRISO,
QUE SORRISO,
QUE SORRISO,
QUE SORRISO,
QUE SORRISO,
QUE SORRISO,
QUE SORRISO,
QUE SORRISO,
QUE SORRISO,
QUE SORRISO,
QUE SORRISO
Q
U
E

S
O
R
R
I
S
O
!
!
!

Comentários

Postagens mais visitadas