Deusa Amada Inominável - Canto XIX



Em suavidades belas,

No verde belo espetacular

Dos espetáculos maiores

Da Deusa Natureza Em

Aspecto Inominável,

Encontro

A Deusa Amada Inominável

Dos Vôos Verdadeiros

Inomináveis.


Borboletas divinamente

Voam em seu redor,

Alegres pela

Inominável Presença Dela

Perto delas,

Alegres por estarem

Com uma

Deusa Amada Inominável

Que voa como elas!


Ela me vê ali

Perto,

Perto

E

Longe,

Perto de Sua

Inominável Beleza,

Longe de Sua

Inominável Luz!


Ela Sorri

E faz a Sua Luz

Até mim chegar

Como Revelação Inominável

Dos Grandes Vôos

De Todas As Coisas!


Vejo O Vôo

Da Criação

Em Firmes Firmamentos

Inomináveis...


Vejo O Vôo

Das Esferas Altas

Em Firmes Firmamentos

Inomináveis...


Vejo O Vôo

Das Esferas Baixas

Em Firmes Firmamentos

Inomináveis...


Vejo O Vôo

Dos Sendeiros Humanos

Em Firmes Firmamentos

Nomeáveis...


Humanos não são tão leves

Como as eternas borboletas

De todos os mundos,

Mundos Do Alto,

Mundos Do Baixo,

A voarem em redor

Dos Inomináveis

E dos

Nomeáveis...


Humanos não são borboletas,

Humanos não voam em redor

De Deusas Amadas Inomináveis

E não sabem o que é voar

Por sobre todos os seus solos

Repletos de sangue,

Repletos de asas de borboletas

Poucas

Que tentaram voar...


A Deusa Amada Inominável

Dos Vôos Inomináveis

Sorri mais,

Ela Sorri mais,

ELA SORRI MAIS,

E eu me torno uma das

Borboletas amáveis

Em redor dela!


BORBOLETA AMÁVEL

SOU

EM REDOR DELA!!!


BORBOLETA INOMINÁVEL

SOU

EM REDOR DELA!!!


SEI VOAR

EM REDOR DELA!!!


SEI VOAR

EM REDOR

DA DEUSA QUE

ELEVA TODOS À

LEVEZA DAS BORBOLETAS!!!


ELEVA A TODOS

QUE QUEREM A LEVEZA

DE TODAS

AS BORBOLETAS!!!


ELEVA

ELEVA

ELEVA

ELEVA

ELEVA

ELEVA

ELEVA

BORBOLETAS

AOS

FIRMAMENTOS

INOMINÁVEIS

DE

SEU

INOMINÁVEL

ESTADO

DE

DEUSA

AMADA

QUE

É

A

MAIOR

DE

TODAS

AS

BORBOLETAS

INOMINÁVEIS

!

!

!


EU

TENHO

QUE

POUSAR

!

!

!


Eu

Tenho

Que

Pousar

!

!

!


eu tenho que pousar...


não é eterno o meu voar

como borboleta...


Ela ainda

Sorri

para mim...


Sorri mesmo eu voltando a ser

um dos inumeráveis humanos

que sozinhos não sabem

alçar vôo...


alçar vôo acima dos seus

próprios horizontes nomeáveis...


alçar vôo até

Aquele Horizonte Alto Inominável...

Comentários

Postagens mais visitadas