A Marcha Das Deusas Guerreiras Inomináveis - Canto XXVIII


Amar A Espada Antiga,

Espada

Guerreira

Antiga

Espada

Guerreira

Antiga

Espada

Guerreira

Antiga!


Espada Guerreira Antiga

De Infinitas Batalhas

Altas,

Espada Guerreira Antiga

De Inomináveis

Tradições Guerreiras

Inomináveis

Perdidas

Perdidas

Perdidas

Por Ti Que Deixastes

De Empunhar Todas

As Espadas Antigas,

Verme Homem!


Amar

Espada

Antiga

É Ter O Inominável

Sangue Da

Deusa Verdade

Vencedora Da Sanguinária

Deusa Mentira,

Verme Homem,

Deusa Mentira Sanguinária

Porque Assassina

Olhares Verdadeiros

Que Ontem Eram Imperiais

E Que Hoje,

Dentre Os Vossos

Dentre Os Vossos

Dentre Os Vossos

Confunde

Confunde

Confunde

O Lixo Da

Deusa Carne

Com A Riqueza Do

Deus Espírito,

Confunde

Confunde

Confunde

A Puta Da Esquina

Com A Verdadeira Alta Mulher,

Confunde

Confunde

Confunde

O Verme Depravado Do Carnaval

Com O Verdadeiro Alto Homem!


A Vigésima Oitava

Brilha Principalmente

Na Unidade Alta,

Ela Venera

A Espada Antiga Inominável,

Mesmo Esta Estando,

Verme Homem,

Desgastada,

Esquecida,

Envelhecida,

Devido Ao Vosso Desprezo,

Devido Ao Vosso Crepuscular

Baixo Anoitecer

No Alvorecer Empodrecedor

De Vossa

Decadência Total

Decadência Total

Decadência Total,

De Vossa

Desgraça Contemporânea

Desgraça Contemporânea

Desgraça Contemporânea!


A Vigésima Oitava

Deusa Guerreira

Inominável

É A Espada Antiga

Inominável,

É A Lâmina Antiga

Inominável,

O Olhar Antigo Inominável

O Olhar Antigo Inominável

O Olhar Antigo Inominável

Dela

Dela

Dela,

Verme Homem,

Pede Que Tu Te Lembres

De Todas As Espadas Antigas,

Quer Que Tu Decidas

Novamente Ser Alto,

Quer Que Tu Deixes

A Podridão Do Baixo,

A Imensidão Dos Falsos

Valores Carnais,

A Cega Segurança

E Obediência

À Deusa Carne,

A Maldita Tendência

A Ouvir

A Deusa Mentira!


O Antigo Alto

O Antigo Alto

O Antigo Alto

É O Toque

É O Toque

É O Toque

O

Toque

O

Toque

O

Toque,

Verme Homem,

Que

A Vigésima Oitava

Concede Ao Tocar

Na Espada Antiga

Do Homem,

Do Homem Que Tu Fostes

No Dourado Inominável

Tempo Dourado

Dos Dourados Tempos

Terrestres,

Tempos Nos Quais

Todas As Mulheres

Eram Altas Mulheres,

Tempos Nos Quais

Todos Os Homem

Eram Altos Homens!


A Espada Antiga

Não Vacila,

A Espada Antiga

Não Vagueia,

A Espada Antiga

Não Violenta,

A Espada Antiga

Não Aborrece,

A Espada Antiga

Não Engana,

A Espada Antiga

Não Esmorece,

A Espada Antiga

Não Se Quebra

Não Se Quebra

Não Se Quebra,

Verme Homem,

A Vigésima Oitava

Que É

A Espada Antiga

Inominável

Permanece Em Ti

Esperançosa

Permanece Em Ti

Esperançosa

Permanece Em Ti

Esperançosa!


Vermelhos Estão Os Campos

Da Verdadeira Guerra

Verdadeira Inominável,

Guerra Antiga

Inominável

Do Inominável Desconhecido,

O Inominável Desconhecido

O Inominável Desconhecido

O Inominável Desconhecido

Que É

O Produtor Originador Mutável

Pela Mutável Eternidade

De Todas As Espadas Antigas,

Verme Homem,

O Inominável Desconhecido

Refletido

Representado

Realizado

Na Vigésima Oitava

Que É A

Espada Antiga Inominável,

A Vigésima Oitava

Que Te Vigia

Tentando Levar-Te A Erguer

Novamente

Novamente

Novamente

As Vossas Espadas Antigas

Inomináveis

E A Vossa Espada Antiga

Inominável,

Ela Que Antiga Espada

Inominável

E Inominável Espada

Antiga

É,

Ela

A Vigésima Oitava

Deusa Guerreira Inominável,

Ela

A Vigésima Oitava

Deusa Guerreira Inominável

Ela

A Vigésima Oitava

Deusa Guerreira Inominável,

A Vigésima Oitava

Força Inominável,

A Vigésima Oitava

Força Inominável,

A Vigésima Oitava

Força Inominável!




Comentários

Postagens mais visitadas