As Vozes Dos Deuses Procriadores Da Terra


O Esperma cadencia

As costas dos mares

Que se moldam assim

Como as espontâneas paragens

Do Verdadeiro Terrestre Eu.


O Suor Da Grande Fêmea,

Os Odores Da Vagina Sagrada

Da Grande Fêmea

Despertam-me para todas as

Vozes Dos Deuses Procriadores Da

Terra.


Houve no Tempo Dourado

Uma Existência minha na qual

Lowartur Romith eu era

Entre os celtas

E havia comigo a minha

Companheira Sagrada,

Morgan Sarith.


Naquele Tempo Dourado,

As carícias trocadas

Entre mim e Morgan

Eram como

As Carícias Sagradas Trocadas

Entre A Deusa Mãe Terrestre

E O Deus Cornudo

A Dinamizar Todas As

Coisas Da Terra.


Naquele Tempo Dourado,

Eu penetrava em Morgan

No Ritual Da Terra

Movendo Suas Terras

E ao mesmo tempo

Sentia com ela

A Deusa Entregando-Se

Ao Deus

Para O Nascer Coroado

Das Mais Belas Coisas

No Terreno Todo

Da Terra Então

Dourada.


Idades De Ouro,

Idade De Ouro,

Idades minhas,

Idades de Morgan,

Idades de muitos outros,

Idades De Muitos Outros,

Que sentiam em si

A Deusa Recebendo

Em Sua

Vagina Sagrada

O Poder Firme

Do Pênis Sagrado

Do Deus,

Fazendo nascer

As flores dos campos silvestres,

Fazendo correr

Todas as correntes d'água,

Fazendo chover

Onde as secas se trancavam,

Fazendo cada homem,

Fazendo cada mulher,

Ser O Que Ela É,

Ser O Que Ele É.


Eu sentia

A Deusa

Em Morgan,

Eu era

O Deus

Para Morgan,

A Deusa Era

Morgan,

Eu Era

O Deus,

O Kosmos Cantava,

A Aurora Sorria,

Os Deuses Se Amavam,

As Fadas Poetizavam,

Os Demônios Tocavam,

Os Anjos Abençoavam,

Os Arcanjos Rodeavam,

Ela

Parte Do

Inominável Desconhecido

Descia,

Ele

Parte Do

Inominável Desconhecido

Descia.


Eu e Morgan,

Nós e muitos outros mais,

Nõs e Muitos Outros Mais,

Filhos Da Deusa,

Filhos Do Deus,

Sentiamos Toda Criação

Coroar A Procriação,

Sentiamos A Fluidez

Das Ordenações,

Sentiamos A Liquidez

Das Florações,

Sentiamos A Espantosa

Coroa Das Formas

Fazer-Nos Mais Do Que

Nós Mesmos Diante

Da Deusa E Do Deus

Éramos,

Sentiamos A Deusa

Nos Empolgando,

Sentiamos O Deus

Nos Incinerando,

Deitavámos

Na Terra,

Colhiamos

A Seiva,

O Trigo

Crescia,

O Orvalho

Se Erguia,

As Folhas

Nos Encobriam,

As Frutas

Saboreávamos.


Consortes,

Donzelas,

Crias Da Noite,

Crias Do Dia,

Como era,

Ó,

Deusa,

Como era

Tudo Procriador!


Verdadeiros Seres,

Verdadeiros Senhores,

Guiados Pelos Lobos,

Guiados Pelos Pombos,

Como era,

Ó,

Deus,

Como era

Tudo Procriador!


Como eu sentia,

Ó,

Deusa,

A carne sagrada

Da minha Morgan

Em minhas mãos

De Deus!


Como Morgan sentia,

Ó,

Deus,

O meu Poder Firme

Do meu

Pênis Sagrado

Em sua

Vagina Sagrada

De Deusa!


Néctar,

Luas,

Sóis,

Ó,

Deusa,

A Pureza Antiga

Do Verdadeiro

Amor!


Sabor,

Noites,

Dias,

Ó,

Deus,

A Destreza Antiga

Do Verdadeiro

Homem!


Mulheres tive

Através das Eras,

Mulheres tive

Através das minhas

Existências nesta

Idade De Lata,

Mas,

Nenhuma,

Ó,

Deusa,

Foi Morgan!


Sei que Morgan

Busca-me ainda

Nesta Idade De Lata,

Ó,

Deus,

Eu a sinto,

Eu Sei,

Ela sente,

Ela Sabe,

Nós Sentimos,

Nós Sabemos!


Ó,

Deusa,

Cada homem hoje

Busca a sua

Morgan perdida!


Ó,

Deus,

Cada mulher hoje

Busca o seu

Lowartur perdido!


Ó,

Deusa,

Disseram-me que eu,

Nesta Existência,

Não te conhecia,

Que Tu,

Senhora Da Terra,

A mim não havia

Tocado!


Ó,

Deus,

Disseram-me que eu,

Nesta Existência,

Não sentia

O Poder Da Terra,

O Poder Firme

Que Move

A Verdadeira Procriação!


Deusa,

Deus,

Sinto A Terra,

Ouço Vossas Vozes,

Sei que aqui

Nesta Cova De Lágrimas

Vós Estais,

Mesmo que zombem

E digam que não,

Mesmo que ridicularizem

E cuspam em mim,

Mesmo que me reneguem

Como Vosso Filho,

Mesmo que me vejam

Como um louco vazio,

Mesmo que me deixem

Neste mundo de mil em mil

Formas ilusórias

Sozinho!


Deusa,

Deus,

Aproximo-me de Vós,

Sinto-Os em mim,

Vós aqui coroais

Este momento

De Poesia Antiga

Amando A Grande Poesia

Terrestre

Por Vós Conduzida

Desde As Primeiras Auroras

De Todos Os Vossos Filhos

Neste Mundo!


Deusa,

Deus,

Não peço pelo reencontro

Com a minha

Morgan,

Se nesta Existência

Não a reencontrar

Existirão outras

Nas quais eu poderei

Ou não

A isso efetivar,

Pois é a vontade de

Cada Ser

Aquela que move todo

Acontecer!


Deusa,

Deus,

Peço pela Humanidade,

Peço para que

Cada homem encontre

A sua Morgan,

Peço para que

Cada mulher encontre

O seu Lowartur,

Que A Verdadeira Procriação

Retorne,

Que O Verdadeiro Homem

Retorne,

O Leão Homem,

O Leão Da Terra,

Senhor De Si Mesmo,

Pertencente À Vós,

Vós Que Sois

O Ato Formador

De Toda Coisa

Na Terra!


Ó,

Deusa,

À Humanidade

O Vosso Suor Sagrado

De Vossa

Vagina Sagrada!


Ó,

Deus,

À Humanidade

O Vosso Esperma Sagrado

De Vosso

Poder Firme

Em Vosso Pênis Sagrado!


yraynt

myghayl

uaishe

oaper

laeor

masade

madrer

naeroe

repya

vaderi

vapena

vapesa

faseera

dease

maserete

ferdasde

laderaue

maseuer

mutrer

eorpeoa

maoeurnm

laeorhs

masherhgs

aleoapehr

ejhriahde

ameiebh

alasehr

naeagsi

akelaiee

laeiaosde

anseier

asedefj

aesiejr

aleospadhe

amsjeosd

maekaieo

amsleae

feoeirao

akselsi

akseiae

akeldsoe

aleoseft

aerjste

aneuedo

aoeidem

ameoaie

ameaeid

naeuris

aledke

ekeirpa

keisoef

aedilei

akeioser

meiroskei

kseosuen

keaoei

kaoees

werosaiak

smeorwo

weeowie

oweieos

eleoejdgh

woesgero

hwoiwid

wjssbeg

weosine

hweiidne

eowisney

wesiefvd

woedinegd

ewoeksie

weosiejnd

weoexgd

eossneye

wowerundsd

aieriowen

weeowosjwi

swoweo

woeowdsjeh

weojseue

weoeisk

aowmsyeri

soseydn

swodjdye

aieudhgr

apeiodndye

eodmdhyr

eoridmru

eoduiriu

eosjntg

eprosmrua

roapoendui

oedkerdne

epdidurey

apedoey

eproxmey

epricjr





Comentários

Postagens mais visitadas