Visitai-Me, Deusa Inocência...


Estava caminhando aniquilado

Entre as ruínas do Homem Esgotado

Caminhando a esgotados passos

Caminhando com esgotados lagos


Estava caminhando adormecido

Em um leito reduzido

A acúmulos de indícios

Do Retorno Do Verdadeiro Homem


Todos nós caminhamos

Caminhamos aniquilados

Caminhamos adormecidos

E nunca despertamos salvos


Todos nós caminhamos

Todos nós Homens Esgotados

E o adormecer em nossos leitos

É a chance Dela dar o Seu Recado


Ela e Seus Anjos Soberanos

Seres Do Alto

Aproximam-se de nós que apenas

Ignoramos a todos os Anjos


Ela e Seus Anjos Soberanos

Cercam nossa coroa quebrada

E ajustam nosso moroso trono

Para que não os percamos


Ela e Seus Anjos Soberanos

Dão-nos Verdadeiro Carinho

Carinho Inocente

Carinho Alto


Ela e Seus Anjos Soberanos

Acariciam nossos cabelos desgastados

Acariciam nossos rostos aterrados

Acariciam nossos corpos deletados


Ela e Seus Anjos Soberanos

Tentam retirar de nós

Os humanos venenos

Os humanos terrores


Ela e Seus Anjos Soberanos

Tentam fazer de nós

Gentis humanos seres

Nobres humanos seres


Ela e Seus Anjos Soberanos

São os Verdadeiros Lençois

Que nos encobrem

Nas noites desta Terra sem encantos


Ela e Seus Anjos Soberanos

São A Luz Inocente Da Grande Noite

Luz Do Verdadeiro Ser

Luz Do Verdadeiro Ter


Ela e Seus Anjos Soberanos

Visitam-nos apenas à noite

Apenas quando estamos adormecidos

Porque somos cegos quando despertos


Ela e Seus Anjos Soberanos

Nos concedem os sonhos belos

As caminhadas em Altos Horizontes

E nós nem delas nos lembramos despertos


Ela e Seus Anjos Soberanos

Toda noite estão a visitar-nos

E ao raiar do dia

Nos esquecemos de tais Grandes Visitantes


A Deusa Inocência

Os Anjos Da Inocência

São Nosso Verdadeiro Raiar No Dia

Que Se Faz Em Nós Com As Suas Visitas


Visitai-me,

Deusa Inocência...




>

Comentários

Postagens mais visitadas