Nas Divinas Cordas Da Lira De Safo


Abro as portas

Das lânguidas profundas formas

Da minha poética alma

Para A Décima Musa

Bem considerada

Pelo Divino Platão


Abro os portões

Dos Mares Ocultos De Lesbos

E me deparo com Ela

A Décima Musa

Cujo Nome Eterno

É Safo


Saúdo Safo

A Décima Musa

Ajoelho-me diante

Da Sua Aura Augusta

Reconheço Uma Musa Maior

Da Deusa Poesia


Saúdo Safo

A Décima Musa

Beijo-lhe os pés

Pés que pisam

Na Divina Areia

Das Divinas Praias Do Olimpo


Saúdo Safo

A Décima Musa

Beijo-lhe os joelhos

Joelhos que utilizados foram

Para A Corrida Cósmica

Em Busca Do Poético Ouro


Saúdo Safo

A Décima Musa

Beijo-lhe as coxas

Coxas que pousaram

No Leito De Zeus

No Leito De Apolo


Saúdo Safo

A Décima Musa

Beijo-lhe entre as pernas

No órgão que deu felicidade

No órgão que dá felicidade

Aos Poéticos Amantes Dela


Saúdo Safo

A Décima Musa

Beijo-lhe o abdômen

Abdômen onde repousa

O Poético Vinho Da Criação

A Poética Refeição Da Criação


Saúdo Safo

A Décima Musa

Beijo-lhe os seios

Seios que amamentam

Minhas Poetisas Irmãs

Meus Poetas Irmãos


Saúdo Safo

A Décima Musa

Beijo-lhe os braços

Braços que empunham

Sua Divina Lira Nascida

Do Útero Da Deusa Poesia


Saúdo Safo

A Décima Musa

Beijo-lhe as mãos

Mãos que tocam

A Divina Lira

Na Poética Grandiosa Da Criação


Saúdo Safo

A Décima Musa

Não beijo-lhe os lábios

Prefiro ouvi-La poetizar

Sobre As Coisas Do

Verdadeiro Amor


Saúdo Safo

A Décima Musa

Não beijo-lhe os lábios

Prefiro ouvi-La poetizar

Sobre As Coisas Do

Verdadeiro Céu


Saúdo Safo

A Décima Musa

Não beijo-lhe os lábios

Prefiro ouvi-La poetizar

Sobre As Coisas Do Agora

Verdadeiro Lar Dos Deuses


Saúdo Safo

A Décima Musa

Não beijo-lhe os lábios

Prefiro ouvi-La poetizar

Sobre As Coisas Da

Deusa Poesia Pela Criação


Saúdo Safo

A Décima Musa

Não beijo-lhe os lábios

Prefiro ouvi-La poetizar

Sobre As Coisas Do

Verdadeiro Ser Das Coisas


Saúdo Safo

A Décima Musa

Não beijo-lhe os lábios

Prefiro ouvi-La poetizar

Sobre As Coisas Do

Verdadeiro Criador Das Coisas


Saúdo Safo

A Décima Musa

Não beijo-lhe os lábios

Pois como em todos

Os Filhos Da Deusa Poesia

Ela poetiza através dos meus lábios


Saúdo Safo

A Décima Musa

Ela é meus lábios

Eu sou como Atis

Que deitada está com Ela

Que ficará sempre com Ela


Saúdo Safo

A Décima Musa

Todas as poetisas

Todos os poetas

São como Atis

Para Ela


Saúdo Safo

A Décima Musa

A Poetisa Creadora

A Poetisa Completa

A Poesia Encarnada

A Poesia Eterna




Comentários

Postagens mais visitadas