Da Grandiosidade Das Simples Coisas


estamos na época

da colheita de nadas...

estamos na época

da tolice existencial...

estamos na época

do inútil visto como normal...

e eu

quando ainda estava

na Última Idade De Ouro

me lembro que éramos

Filhos Do Sol

Filhos Da Lua

Filhos Dos Ventos

Filhos Das Tempestades

Filhos Dos Fogos

Filhos Das Águas

Filhos Dos Ares

e pisávamos com simplicidade

no terrestre solo...

lembranças

de um pagão...

lembranças

de um reles pagão...

lembranças

de um simples pagão...

felicidade estava

em cada palma de minhas

mãos...

felicidade estava

em cdaa sola de nosso

pés...

felicidade estava

naspalmas das mãos

de todos nós...

felicidade estava

nas solas dos pés

de todos nós...

assim foi

na Última Idade De Ouro...

assim foi

na Primeira Idade De Ouro...

assim foi

em todas as Idades De Ouro...

com simplicidade

com simplicidade

com simplicidade

com simplicidade

com simplicidade

com simplicidade

com simplicidade

com simplicidade

com simplicidade


Inominável Ser

SAUDOSO DE SUA

DOURADA

SIMPLICIDADE






Comentários

Postagens mais visitadas