quinta-feira, abril 30, 2009

0

Mundos De Falsos Mundos


São muitos mundos,
Mundos coloridos pela tristeza,
Mundos coloridos pela incerteza,
Mundos coloridos pela impureza.

São muitos mundos,
Mundos de nobreza,
Mundos de vilaneza,
Mundos de desesperança.

São muitos mundos,
Mundos de dores,
Mundos de transformações,
Mundos de anulações,

São muitos mundos,
Mundos de tensão,
Mundos de irracionalidade,
Mundos de maldade.

São muitos mundos,
Mundos de reflexão,
Mundos de irracionalidade,
Mundos de fragilidade.

São muitos mundos,
Mundos de sofrimento,
Mundos de desespero,
Mundos de enterros.

São muitos mundos,
Mundos enfermos,
Mundos desastrosos,
Mundos desencontrantes.

São muitos mundos,
Mundos infinitos,
Mundos eternos,
Mundos internos.

São muitos mundos,
Mundos famosos,
Mundos frondosos,
Mundos horrorosos.

São muitos mundos,
Mundos de falsos licores,
Mundos de falsos humores,
Mundos de falsos passos.

São muitos mundos,
Mundos de falsas potências,
Mundos de falsas procedências,
Mundos de falsas competências.

São muitos mundos,
Mundos de falso caminhar,
Mundos de falso ficar,
Mundos de falso ir.

São muitos mundos,
Mundos meus falsos,
Mundos teus falsos,
Mundos nossos falsos.

São muitos mundos,
Mundos de falsos mundos...


Inominável Ser

MORTO EM UM

FALSO MUNDO








0

Circe A Enfeitiçar Os Dias Do Agora


Refletidos os medos,

a feitiçaria diária encanta

e molda porcos,

porcos de muitas roupas,

porcos sem roupa,

nós,

humanos porcos,

agentes da pocilga

na qual nos encontramos,

gerentes do chiqueiro


no qual nadamos,

um chiqueiro de dinheiro,

moedas apodrecidas,

comprando merdas

a todos nós

oferecidas,

produtos de uma vaidade

que alimenta a engorda

das nossas porcarias,


porcarias realizadoras

das lavagens malditas

comidas pelo

Cão Das Trevas

que ladra seguindo

a nossa Queda,

uivando ensandecido

guiado por Circe,

A Grande Feiticeira,


A Grande Megera,

que nos aperta a goela,

vai enfeitiçando

mais nossos fucinhos,

gerando doenças mortais,

eis a

crise financeira mundial,

eis a

gripe suína,

desesperem-se,

humanos porcos,

humanos mui porcos,

humanos todos porcos,


os Deuses resolveram

dar os braços

aos Demônios,

vai haver muito choro

ainda,

lágrimas caindo pela

Terra emporcalhada

pelas nossas porcarias,

lágrimas queimando a

Terra,

e vós,

seus porcos,

suas porcas,

eu porco,

todos porcos,

ainda não aprenderemos

que somos a causa

de toda porca

lágrima...


Inominável Ser

UM HUMANO PORCO

LACRIMEJANTE







quarta-feira, abril 22, 2009

0

Planet Day - O Dia Da Terra - 22 de abril de 2009


Da fruta nascente


No ramo crescente


Da árvore presente


No eixo estremecente


Das Florestas Sagradas,


Ouço Vosso


Choro,


Mãe Gaia,


Vejo Vossas


Lágrimas...



Por que assim


Nós te maltratamos?



Por que assim


Nós te ferimos?



Por que de outra maneira


Não te amamos?



Por que de outra maneira


Não te abraçamos?



O vento a bater agora


Em minha pele


É a Vossa Voz,


Mãe Gaia,


Vossa


Voz...



O vento,


Mãe Gaia,


Ah! Como eu Sei!,


O vento


É


A Vossa Respiração


Um tanto


Desesperada!



Desesperada por estar


Sendo esquecida!



Desesperada por estar


Sendo maltratada!



Desesperada por estar


Sendo destruida!



Desesperada por estar


Sendo queimada!



Desesperada por estar


Sendo esmagada!



Mas,


Não chores


Não chores


Não chores


Não chores


Não chores


Não chores


Não chores


Não chores


Não chores,


Mãe Gaia!



Ainda tocam


As trombetas


Da esperança


No verde!



Ainda tocam


Com esperança


O verde!



Ainda amam


Com esperança


O verde!



Ah,


Mãe Gaia,


Ah,


Grande Mãe,


Agora o vento


Mais suave está,


Vós abençoais


Estas poéticas mãos,


Neste dia


Poéticas mãos


Tocando na


Verde Mansão!



Ave


Gaia!



Ave


Gaia!



Ave


Gaia!



Ave

Gaia!



Ave

Gaia!



Ave

Gaia!


Ave

Gaia!



Ave

Gaia!



Ave

Gaia!


O Verde

É

Eterno!


O Verde

Será

Salvo!


O Verde

Sempre

Alto!


O Verde

Sempre

Sendo

O Grande Coração

Da Terra!


Guerreiros por Ti lutam,

Mãe Gaia,

Vossas florestas,

Vossos rios,

Vossos mares,

Vossas cachoeiras,

Tudo O Que Tu És

Salvaguardado É

Pela Tropa Do Verde

A Guerrear Pela Vossa

Manutenção Eterna!


Regues uma planta

Todo dia,

Amiga humana,

Amigo humano!


Acarinhes um animal

Todo dia,

Amiga humana,

Amigo humano!


Pares uma hora

Todo dia

Para pensar

Na Mãe Gaia,

Amiga humana,

Amigo humano!


A Nossa

Mãe Gaia

Nos Ama,

Nos Abraça,

Nos Rega

Com As Suas

Lágrimas!


Inominável Ser

PARA A MÃE GAIA

EM SEU DIA










sexta-feira, abril 17, 2009

0

Na Conquista Da Onfale Oferecida


O Leão Oculto

em nós

Ruge oferecendo

o calor de Sua

juba


Aguardamos

Seu Rugido

no meio de

todas as duras

lutas


Eis tudo em paz

quando próximos

estamos assim

da Leonina Força

Oculta


A mesma Força

que atraiu Onfale

para os braços

do divinal

Hércules


A mesma Força

que fez Hércules

acariciar em fogo

a Onfale

em suas ancas divinais


A mesma Força

que moveu Onfale

e Hércules

nos divinais prazeres

carnais


A mesma Força

que penetrou

no órgão viril

de Hércules

qual tempestade


A mesma Força

que inundou

o órgão feminil

de Onfale

qual irmandade


A mesma Força

Humanidade

que nos dota

da guerreira leonina

coragem


A mesma Força

Humanidade

que se controlada

novamente plena

nos faria Deuses


A mesma Força

Humanidade

que era o

Grande Mistério Do Existir

Dos Heróis


A mesma Força

Humanidade

que era o

Grande Mistério Do Existir

Dos Deuses


A mesma Força

Humanidade

que era o

Grande Mistério Do Existir

Da Verdadeira Humanidade


Inominável Ser

QUASE RETENDO

NOVAMENTE PLENO

O LEONINO

GRANDE MISTÉRIO







sexta-feira, abril 10, 2009

0

Esplêndida Energia Guerreira, Auxiliai-Me No Carregar Da Mística Cruz Da Guerra!


A Grande Fúria Ecoa

No Presente Mundo

Da Coroa

Do Rumo!


Aurora Plena

Ativa No Mundo

A Centena

Se Torna Rumo!


Aurora Mística

De Sangue Puro

O Infinito

Se Torna Rumo!


Antiga Energia

Declamada Guerreira

Agitai-Me Nesta

Inominável Alma Guerreira!


Antiga Energia

De Face Mui Guerreira

Agitai-Me Nestas

Inomináveis Mãos Guerreiras!


Antiga Energia

Entregue Ao Guerrear

Agitai-Me Nestes

Inomináveis Ombros Guerreiros!


Belíssima Energia

Na Eternidade Da Guerra

Auxiliai-Me No

Carregar Da Cruz Correta!


Belíssima Energia

A Vibrar Na Minha

Interna Terra

Auxiliai-Me Na Reta!


Belíssima Energia

A Envolver Minha

Serpente-Dragão

Auxiliai-Me Na Curva!


A Mística Cruz Da Guerra

Cheia De Sangue

Do Meu Verdadeiro

Povo!


A Mística Cruz Da Guerra

Cheia De Sangue

Da Minha Verdadeira

Raça!


A Mística Cruz Da Guerra

Cheia De Sangue

Da Minha Verdadeira

Família!


A Mística Cruz Da Guerra

Cheia De Sangue

De Infinitos Povos Raças

Famílias!


A Minha Família

A Família Inominável

Na Cruz

Inspira-Me A Guerrear!


A Minha Família

A Família Inominável

Na Cruz

Ordena-Me Guerrear!


A Minha Família

A Família Inominável

Na Cruz

É Energia Do Meu Guerrear!


Energia Guerreira

Queimai As Pétalas

Que Em Mim Giram

Em Guerrear Insisto!


Energia Guerreira

Queimai A Coroa

Em Minha Cabeça

Que A Cruz Pese Mais!


Energia Guerreira

Queimai-Me

Quero A Guerra

Quero A Cruz!


E Ao Fim

No Grande Dia Do

Amanhã

Estarei Enfim Feliz!


E Ao Fim

No Grande Dia Do

Amanhã

Estarei Enfim Acima!


E Ao Fim

No Grande Dia Do

Amanhã

Estarei Enfim No Um!


No Um

Antiga Energia Guerreira

Com Meu Povo

Raça Famílai!


No Um

Antiga Energia Guerreira

Com Todos Os Povos

Raças Famílias!


Inominável Ser

CARREGANDO

A MÍSTICA CRUZ

DA GUERRA







quarta-feira, abril 08, 2009

0

Ode À Senhora Da Bélica Epifania!



A Senhora Da Guerra

É A Eterna Esposa

De Cada Deus Guerreiro

Em Cada Batalha!


A Senhora Da Guerra

É A Eterna Esposa

De Ares De Ogum

De Tyr De Todos!


A Senhora Da Guerra

Transporta-Me Ao Seu

Olhar Direto

E Cativante!


A Senhora Da Guerra

Coroa-Me Como Mais

Um Dos Seus Belicosos

Filhos Amantes!


A Senhora Da Guerra

Recebe As Honrarias

De Todos Os Seus Belicosos

Filhos Amantes!


A Senhora Da Guerra

Caminha Por Onde Haja

Fraqueza

E Alimenta A Coragem!


A Senhora Da Guerra

Caminha Por Onde Haja

Tristeza

E Alimenta A Vontade!


A Senhora Da Guerra

Caminha Por Onde Haja

Cansaço

E Alimenta Os Músculos!


A Senhora Da Guerra

Respeitada É

Pelos Altos Arcanjos

Pelos Quatro Reis Coroados!


A Senhora Da Guerra

Partilha Do Brilho Do Sol

Que Guerreia Todo Dia

Para Na Terra Nascer!


A Senhora Da Guerra

Potencializa-Se Como O Sol

Que Agora Meus Olhos

Estão A Ver!


A Senhora Da Guerra

Habita O Império

No Qual O Trono Se Ergue

Acima Do Prazer!


A Senhora Da Guerra

Pede Ao Um

O Alto Prazer

De Ser!


A Senhora Da Guerra

Recebe Do Um

A Espada E O Punhal

Do Alto Guerreiro Ser!


A Senhora Da Guerra

Acompanhada De Serpentes-Dragões

Acende A Fogueira

Da Guerra Nos Corações!


A Senhora Da Guerra

Cujo Nome É Uma Estrela

Sem Terra

Dá-Me Espada E Punhal!


A Senhora Da Guerra

Cujo Semblante Clama

Pelo Nosso Bélico Incinerar

Vem A Nos Guiar!


BARYN

PADHAR!!!


BARYN

PADHAR!!!


BARYN

PADHAR!!!


BARYN

PADHAR!!!


BARYN

PADHAR!!!


BARYN

PADHAR!!!


BARYN

PADHAR!!!


BARYN

PADHAR!!!


BARYN

PADHAR!!!


BARYN

PADHAR!!!


BARYN

PADHAR!!!


BARYN

PADHAR!!!


BARYN

PADHAR!!!


BARYN

PADHAR!!!


BARYN

PADHAR!!!


BARYN

PADHAR!!!


BARYN

PADHAR!!!


BARYN

PADHAR!!!


BARYN

PADHAR!!!


BARYN

PADHAR!!!


BARYN

PADHAR!!!


BARYN

PADHAR!!!


Inominável Ser

HOMENAGEANDO

A

SENHORA DA GUERRA