A Sacerdotisa Da Antiga Grande Serpente Do Grande Deserto


Egito,

O Antigo Egito,

Musas,

Mundanas,

Devassas,

Prostitutas Sagradas,

Deusas,

Sacerdotisas,

Uma Sacerdotisa,

A Sacerdotisa,

A Serpente...


Desde Sempre

Se Tem Notícia

Dela,

Dela Que Serpenteia

Como Um Ativo Lunar

Nesta Terra

Que É

Nosso Lar.


Desde Sempre

Se Pode Ouvir

O Seu Sibilar,

Ela É Chama

Quente,

Ela É Arisca

E Se Deixa

Pegar.


No Arremate

Da Sacerdotisa

Pela Serpente,

Eu Presenciei

Naqueles Tempos

De Egito Do Mundo

Regente

Ao Pleno Esplêndido

Culto Maior

Da Antiga Grande Serpente.


No Grande Deserto,

A Sua Maior Sacerdotisa

Foi Buscar Um Veneno

De Todo Diferente,

Um Veneno Que

Fazia De Vermes

Grandes Deuses,

Um Veneno Que

Fazia De

Grandes Deuses

Mui

Altíssimos Seres.


Com Meus Ossos

Egípcios,

Com Minha Vestimenta

Egípcia,

Encantei-Me Por Ela,

Que Sibiliava

E Se Encontrava

Com O Escorpião

Revelado

Perto Do

Grande Crânio

Da Terra.


A Sacerdotisa

Se Enroscava

Nas Serpentes

E Adormecia

Com Todos

Os Escorpiões,

Faraós Do Egito

Renderam-Lhe

Homenagens Totais,

Ela Viveu Milhares

De Aeons,

No Egito Daqui

E No Egito De Lá.


A Sacerdotisa,

A Sacerdotisa Maior

Da Antiga

Grande Serpente,

A Sacerdotisa Maior

Do

Grande Deserto,

Dominou Este Mundo

E A Sua Era

Desconhecida Pelos

Livros De História

Nos Círculos Akásicos

Possui O Nome

De

Era Da Escorpiana

Serpentina

Senhora.


Ainda Me Lembro

De Tudo Aquilo,

Ainda Me Lembro

Do Egito Elevado

Nesta Terra,

Ainda Me Lembro

Do Egito Que Há

Ainda Elevado

Além Desta Terra,

E A Sacerdotisa,

Minha Amada,

Minha Amante,

Minha Esposa,

Minha Irmã,

Meu Tudo,

Meu Todo,

Retornou A Este

Mundo De Hoje

Na Forma De Uma

Demolidora Mulher

Que Reencontrei

Muito Perto

Em Espírito,

Bem Distante

No Físico,

Eternamente Unidos

Pelo Brilho De

Cada Luz Maior

Nas Escamas

E Nos Ferrões

Da Eternidade...


Inominável Ser

COM A

SACERDOTISA

DE ONTEM

COM A

DEMOLIDORA

DE HOJE







Comentários

Postagens mais visitadas