A Damasco Que Podemos Encontrar


Estradas se abrem,

as Estradas que

augustamente apresentam

as pegadas dos

Libertos

se abrem,

Deuses Da Terra!


Estou falando

com os Deuses

de Antigamente?


Não,

O Antigamente

já tem as Suas

Estradas

fechadas.


Estou falando

com Novos Deuses

no Agora?


Não,

O Agora

apresenta a Deuses

e aos candidatos

a Deuses

estradas

fechadas.


Estou falando,

realmente,

convosco,

irmãos,

humanos irmãos

na

Humana Estrada.


O Mestre Pescador,

em Sua trajetória

toda de

Alto Amor,

disse que nós

somos Deuses,

deixando-nos um

ensinamento que,

não tivesse sido

hoje esquecido,

nos tornaria felizes

em todas as

barcas,

em todos os ritmos

das ondas

do Mar Do Infinito.


A lição ainda pode

por nós ser

pescada,


Damasco se abre

em sua Estrada,

uma Estrada presente

em nossas almas,

almas ausentes

de um panteão

das mais divinas

alvoradas.


Encontremos Damasco

não fora,

mas dentro,

dentro d'alma,

cegando-nos para

a mentira das

transitórias formas,

cegando-nos para

a inutilidade das

fúteis buscas

inglórias,

cegando-nos para

as vistas

de todas as

portas largas

que nos convidam

para todos os abismos

sem volta.


Damasco se encontra

onde reside

A Interna Aurora,

A Aurora

Do Interno Mar

Da Interna Glória,

A Aurora

Do Interno Ar

Da Interna Rosa,

A Aurora

Do Interno Paraíso

Dos Deuses

Que Somos.


Quereis ser

Deuses,

irmãos humanos?


Vós quereis

Ser

Verdadeiros Deuses?


Fiquem cegos

e vejam bem melhor

com os vossos

verdadeiros olhos:

os olhos d'alma.


Inominável Ser

APRENDENDO

A SER

UM VERDADEIRO

DEUS












Comentários

Postagens mais visitadas