A Marcha Da Buscadora De Sonhos




Entre os cacos

dos humanos sonhos,

Ela segue

empunhando Sua

Sagrada Lanterna.


Na Sagrada Filosofia

imperando na Egrégora

Terrestre Sonhadora,

Ela Tece

Sagrada Jornada.


Venta,

chove,

fulminado está

o solo,

Ela continua.


Escurece,

amanhece,

nada breve,

nada cede,

Ela continua.


Morrem,

nascem,

renascem,

nada no Nada,

Ela continua.


De todas as

Buscadoras,

Ela é Aquela

Que Sempre Sonhar

Encontrar Sonhos.


Sonhos que esta

Humanidade Desperta

para a sua Decadência,

perdeu na vertigem

dos milênios arruinados.


Sonhos que esta

Decadente Humanidade

perdeu estrangulando

a Verdadeira Face

Da Eternidade.


Sonhos que esta

Cadente Humanidade

alucinou com seus

pesados pesadelos

de crimes infindáveis.


Buscadora De Sonhos,

Ela segue,

Ela verte,

Ela soma-se aos

Enxugadores De Lágrimas.


Buscando Sonhos,

Ela enxuga as lágrimas

do último perdido

ao primeiro reencontrado

nas humanas vielas.


Buscando Sonhos,

Ela vela pela

recuperação total

da Chama Da Vida

no Espírito Imortal.


Buscando Sonhos,

Ela recupera

corações dilacerados

pela falta de Amor

por todo lado.


Sagrada A Lanterna,

Sagrada A

Buscadora De Sonhos,

à qual peço que busque

os meus sonhos...


E quanto a ti,

leitor,

leitora,

sem sonhos,

o que a Ela pedirá?


Inominável Ser

SONHANDO

COM O REENCONTRO

DE SEUS

SONHOS












Comentários

Postagens mais visitadas