A Divina Senhora Das Águas



Erguem-Se As Águas

Do Grande Mar,

eu me banho

Nelas,

eu nado suavemente

Nelas,

eu me aproximo

Dela...


Me aproximo

de Uma Que

Nada Em Todas

As Mais Altas

Ondas

Do Grande Mar.


Me aproximo

Daquela Que

Nada No Toda

Das Grandes Ondas

Do Todo

Do Grande Mar.


Me aproximo

Dela,

A

Divina Senhora

Das Águas,

A Mãe,

A Divina Mãe,

Do Grande Mar.


O Divino Asariel

Nela Concebe

Todas As Ondas

Que A Unidade

Dá Aos Que Nadam

Presentes Na Essência

Que Banha

As Cadeias

E As Correntes

Cósmicas.


O Mestre Aguadeiro

Dela Recebeu

A Sua Jarra

De Universais Bençãos

Para Toda A Criação

Ao Fazer Jorrar

As Grandes Águas

Do Grande Mar

Por Cada Firmamento

Do Grande

Universal Lar.


O Mestre Peixes

Dela Recebeu

A Sua Rede

De Pescar

A Conhecidos

E Desconhecidos

Das Humanidades

Que Elevam-Se

Como Grandiosos Peixes

Que Além

Do Grande Mar

Vão Sempre Nadar

Para Libertadores

Retornarem A Fim

Deles Mesmos

A Outros Pescarem.


Sou como peixinho,

navegante de águas

que me suavizam,

presente em águas

que me tranquilizam,

possante em águas

que me fortalecem,

As Águas

Do Grande Mar

Que Ela Me Oferece

Sempre Que Estou

A Altissimamente

Navegar.


Ela Ergue-Se,

Ergue-Se,

e sinto bater

em minha alma

grandes ondas

na Grande Onda

Do Grande Mar,

batendo

todas,

batendo

puras,

batendo

sem

parar...


A Divina Senhora

Das Águas

Ergue-Se,

Toda A Criação

Banhado É

Pelas Altas Ondas

Do Grande Mar.


Divina,

Ela Vai Erguendo-Se,

Os Seres Do

Grande Mar

Cantam A Canção

Das Águas Da Criação.


Divina,

Ela Vai Eguendo-Se,

Os Altares Do

Grande Mar

Oferecem A Todos

Os Seres Da Criação

O Divino Banquete

Da Água Inicial.


Divina,

Ela Vai Erguendo-Se,

A Unidade

Que É

O Grande Mar

Vai Batizando

O Norte,

O Sul,

O Centro,

O Leste,

O Oeste,

De Todos Os Mundos,

De Todas As Galáxias,

De Todos Os Universos,

De Toda A Criação.


Divinamente,

eu sou batizando,

A Divina Musa

Da Poesia Das Águas

me carrega ao colo,

sou um peixinho,

um peixinho

bem pequeno,

bem frágil,

bem efêmero,

diante de toda

a Excelsa Divindade

Que Ela É,

A Divindade Mãe

Do Poder Das Águas

Da Criação,

Uma Filha Da Unidade

Que Banha

Para Resgatar.


Resgatar

os vivos.


Resgatar

os mortos.


Resgatar

os embrutecidos.


Resgatar

os criminosos.


Resgatar

os esquecidos.


Resgatar

os perdidos.


Resgatar

os revoltados.


Resgatar A Todos

Os Filhos

Da Unidade

Que Distantes Estão

Da Verdadeira Água

Da

Divina Verdade.


Resgatar

Para

A Verdadeira Vida

Nas Águas

Do Grande Mar.


Resgatar

Dos

Materiais Braços Da Morte

Para Banhar Nas Águas

Do Grande Mar.


Resgatar

Para

A Verdadeira Suavidade

Presente Nas Águas

Do Grande Mar..


Resgatar

Para

A Verdadeira Caridade

Chamando Das Águas

Do Grande Mar.


Resgatar

Para

O Verdadeiro Encontro

No Santuário Das Águas

Do Grande Mar.


Resgatar

Para

A Verdadeira Aceitação

No Templo Das Águas

Do Grande Mar.


Eu sou resgatado

toda vez que

Ela

está a batizar-me

nas Poéticas Águas

Da Poética

Verdade

Do Grande Mar.


Inominável Ser

COM SUA

HUMILDE PENA

ENCONTRANDO-SE

NAS ÁGUAS

DO GRANDE MAR

COM A DIVINA SENHORA

DAS ÁGUAS


Comentários

Postagens mais visitadas