quarta-feira, março 23, 2016

0

A Meditação Do Guerreiro



O gosto do sangue bebido no crânio do inimigo vencido ainda arde dotando O Guerreiro da alma daquele que abatera. Muitas outras almas dançam em redor do Guerreiro, suas batalhas são travadas pelas Eras e tiveram início ainda quando nem mesmo haviam Nomes para Nomearem cada Coisa Moldada. E O Guerreiro sempre medita ao fim de uma batalha, cheirando o odor do sangue de cada cadáver na mesma e a si mesmo. O Guerreiro é um Eterno Cadáver, ignorado por Deuses e Deusas da Direita da Criação e amado pelos Deuses e Deusas da Esquerda da Criação. No entanto, O Guerreiro despreza Deuses e Deusas à sua direita ou esquerda, Ele é um Deus Desconhecido sempre a meditar diante da lâmina de Sua Eterna Espada.

O Guerreiro Medita...


O Guerreiro
Ergue-se ao norte,
Há no norte
A certeza da batalha
Que trará os louros
Que mais brilhantes são
Do que
O Cósmico Ouro.

O Guerreiro Medita...

O Guerreiro
Ergue-se ao sul,
Há no sul
A chance de apunhalar
As vestimentas irreais
Que vertem ilusões
No lugar
De visões.

O Guerreiro Medita...

O Guerreiro
Ergue-se ao leste,
Há no leste
A ponta da espada
Que precisa ser encontrada
Antes da chegada
Da Primeira
E Última
Aurora.

O Guerreiro Medita...

O Guerreiro
Ergue-se ao oeste,
Há no oeste
A lança que aponta
O Destino
No Guerreiro Caminho
Que todo Guerreiro
Deve alcançar
E pedir
Em Matrimônio.

O Guerreiro Medita...

O Guerreiro
Ergue-se ao nascer
Dos sóis,
Das estrelas,
Dos planetas,
Dos cometas,
Das águas,
Dos fogos,
Das terras,
Do Início,
Do Meio,
Do Fim,
Do Real,
Do Verdadeiro,
Do Onisciente,
Do Onipotente,
Do Onipresente,
Do Inefável,
Do Indescritível,
Do Indefinível,
Do Inominável…

O Guerreiro Medita...

O Guerreiro
Medita
No Todo.

O Guerreiro Medita...

O Guerreiro
Medita
No Nada.

O Guerreiro Medita...

O Guerreiro
Medita
Em Todos.

O Guerreiro Medita...

O Guerreiro
Medita
Em Nadas.

O Guerreiro Medita...

O Guerreiro
Medita
E empunha
Sua espada.

O Guerreiro Medita…

E a lâmina
Da espada
Do Guerreiro
Sangue
Abraça.

O Guerreiro Medita...

A Guerra
Transmuta.

O Guerreiro Medita...

A Guerra
Transborda.

O Guerreiro Medita...

A Guerra
Transforma.

O Guerreiro Medita...

A Guerra
Transporta.

O Guerreiro Medita...

A Guerra
Transcende.

O Guerreiro Medita...

A Guerra
É a única
Missão
Para
O Guerreiro
Que Medita.

O Guerreiro Medita...

Inominável Ser
MEDITANDO
JUNTO
COM
O GUERREIRO





terça-feira, março 08, 2016

0

À Deusa Atena - Canto I





Vasto É O Eterno Brilho Daquela Que Nasceu Do Pensamento Do Raio. Ela É Também Raio, Ascendendo Nos Pensamentos Do Alto, Caindo Sobre Os Pensantes Do Baixo. Com Sua Lança, É Uma Guerreira Nos Braços Da Eternidade. Com Sua Sabedoria Mais Do Que Eterna, É Uma Dama De Altíssima Roupagem. Dama Que Um Dia Perdi, Um Dia No Qual Cego Entre Cegos Esmaguei Aos Meus Pés A Coroa De Louros Que Um Dia Portei… Dama Que Retorno A Buscar Nesta Era De Lata Que Sobre Nós, Mortais, Está! Busquem-Na Comigo, Humanos Irmãos, Vamos Juntos Percorrer A Estrada Invisível Que Até Ela Irá Nos Guiar!

Quando olho
A estrada antiga
Na qual
Um dia caminhei
Cego
E tolo
E roto,
Angustio-me morno
Na fria verdade
Do meu arrependimento.
Uma vez eu caminhava
Por uma outra estrada
E meus pés cortaram-se
Em cacos de vidro
Postos no asfalto esburacado.
Ajoelhei-me para retirar
Dos meus pés
Aqueles cacos
E fui tocado por
Uma Senhora respeitável.
Aquelas mãos Dela
Acariciaram os meus
Vários rostos
Que O Tempo me traz
À mente mortal
No Ontem,
No Hoje,
No Agora Que É
Todo O Amanhã.
Aquela Senhora beijou-me
Em todos os meus lábios
Como Doadora
Do Dom Das Verdadeiras
Palavras Verdadeiras.
Aquela Senhora abençoou-me
Em todas as minhas mãos
Como que a sagrar
O Dom Da Escrita
Nelas a textuar-se.
Aquela Senhora retirou
Todos aqueles cacos de vidro
Dos meus pés.
Aquela Senhora está
Auxiliando-me a não ser mais
Cego
E tolo
E roto.
Aquela Senhora suaviza
Delicadamente Mãe
Todos os meus momentos
De angústia.
Aquela Senhora respeitável
Era A Deusa Atena,
A Mãe Da Sabedoria Eterna,
A Mãe Da Filosofia Eterna.
Aquela Senhora é
O que eu encontro
Em minha nova estrada.





quinta-feira, março 03, 2016

0

Afrodite No Trono Do Romance Da Criação



Afrodite A Tudo
Com Amor
Desperta!

Afrodite
Com Amor
A Caminhar!

Afrodite
Com Amor
Aqui Está!

Afrodite está
Em cada Cântico
Entoado por corações
Que nasceram da espuma
Do Grande Mar!

Grande Afrodite!

Eterna Afrodite!

Afrodite É!

Afrodite Canta
Toda Canção Eterna
Que os Lábios
Da Eternidade
Põem-se a entoar!

Louvada Afrodite!

Soberana Afrodite!

Afrodite É!

Afrodite ressoa
Nos lábios
Dos amantes
E enamorados,
Antigos,
Atuais
E amanhã
Renovados!

Transformadora Afrodite!

Transcendente Afrodite!

Afrodite É!

Afrodite Brilha
E Seu Sorriso
Chega a encantar
Todos os Elevados
E Caídos,
Todos os Construído
E Quebrados,
Todos do Alto
E todos do Baixo!

Digníssima Afrodite!

Fabulosa Afrodite!

Afrodite É!

Afrodite Governa
O Amor
Das Estrelas,
O Amor
Dos Sóis,
O Amor
Das Luas,
O Amor
Dos Planetas,
O Amor
Das Galáxias,
O Amor
Dos Universos,
O Amor
Da Criação!

Poderosíssima Afrodite!

Fértil Afrodite!

Afrodite É!

Afrodite Imperatriz
De Cada
Movimento
A Moldar
O Amor
Que Faz Ser
Todo Astro
E Todo Ser
Gerado Pelo
Romance
Da Criação!

Gloriosa Afrodite!

Eterníssima Afrodite!

Afrodite É!

Afrodite É!

Afrodite É!

Afrodite É!

Afrodite É!

Afrodite É!

Afrodite É!

Afrodite É!

Afrodite É!

SEDUZAS,
AFRODITE!!!

IMPERES,
AFRODITE!!!

AME,
AFRODITE!!!

AME
AME
AME
AME
AME
AME
AME
AME
AME,
AFRODITE!!!

AME,
AFRODITE!!!!

Inominável Ser
RENDENDO
ESTES HUMILDES
VERSOS
Á DIVINAL
AFRODITE