sexta-feira, abril 28, 2017

0

A Nona Estrada No Deserto


Sagitarius - Sakimichan


A Flecha
Apontada É
Para O Alto,
O Caminhante No Deserto
Tece Um Ritmo
Na Trilha Percorrida
Por Ela
Até O Objetivo
Eterno.

O Arco
É Retesado,
O Caminhante No Deserto
Lança Ainda A Flecha,
Lança Repetindo
No Espelho Da Eternidade
O Sublime Ato
De Nunca Deixar
De Lado
A Meta Do Alto.

A Flecha
Segue Seu Curso
Ao Alto,
Torando Cada Passo
Daquele Que A Lançou
Em Uma Estrada
De Verdadeira Esperança
Para A Definitiva
Ascensão.

O Arco
Retesado Nas Mãos
Daquele Que Almeja
Alcançar As Mais Excelsas
Alturas Da Criação
Continua Reto,
O Foco É Atingir
A Maior Das Portas
Do Destino
No Deserto.

O Arqueiro
Expande O Alcance
Da Flecha,
Expande Nunca Deixando
De Continuar A Olhar
Para O Baixo
Na Continuidade
Da Silenciosa Compreensão
Da Microcósmica
Realidade.

O Arqueiro
No Deserto
Nunca Pede Menos
À Flecha,
Nunca,
Em Sua Obra
De Eremita Amante
Do Grande Silêncio,
Deixa De Expressar
A Magnitude
Da Integração Com
A Macrocósmica
Realidade.

A Flecha
Segue Seu Inabalável
Curso.

A Flecha
Rege Sua Inacabável
Música.

A Flecha
Tece Sua Indestrutível
Arquitetura.

A Flecha
Ergue Sua Imderrubável
Morada.

O Arqueiro
Apenas Aguarda

O Arqueiro
Continua.

O Arqueiro
Caminha.

O Arqueiro
No Deserto.

Na Estrada
De Sagitario,
O Caminhante No Deserto
Se Torna O Arqueiro
Que Deve Aprender
Com O Mestre Arqueiro
A Alcançar O Foco
Da Suprema Arte
De Ser Ao Mesmo Tempo
A Flecha
Que É Lançada
Ao Alto
E O Arco
Continuamente Retesado
Na Estrada Sendo
No Baixo Percorrida.

Inominável Ser
EM TERRAS
DA ESTRADA
DE SAGITÁRIO




quinta-feira, abril 13, 2017

0

A Oitava Estrada No Deserto


Scorpio - Sakimichan


O Caminhante No Deserto
Medita Sobre
A Pedra Fundamental
Sem Deixar Cair
O Grande Cálice
De Sua Primordial
Transmutação.

Ele Necessita
Nesta Estrada
Sublimar A Dual
Ação.

Ele Necessita
Nesta Estrada
Domar A Fúria
Do Grande
Dragão.

Ele Necessita
Nesta Estrada
Tomar O Controle
Do Veneno Da
Serpente Alada Em Seu
Coração.

Ele Necessita
Nesta Estrada
Romper Os Grilhões
Que Ainda Prendem-No
À Grande Roda De
Toda Material
Inação.

A Altura
Mais Renovadora
Ele Deve Alcançar.

A Atitude
Mais Dilacerante
Ele Deve Apagar.

A Ampitude
Mais Operante
Ele Deve Somar.

Tudo Para Obter
O Império
Que O Mestre
Escorpião
Apresenta Ao Discípulo
Que Se Transforma
Em Altar Para
A Poderosa
Marcha
Ao Retorno
Unificador.

Uma Marcha
Que Tal Mestre
Indica
Ao Caminhante.

Uma Marcha
Que Tal Mestre
Ensina
Ao Caminhante.

Uma Marcha
Que Tal Mestre
Abre
Ao Caminhante.

Mas,
É Necessário Que
Aquele Que Medita
E Ultrapasse Os
Escorpianos Portais
Possa Antes Possuir
O Império Nunca Dado
Com Felicidade
Pelo Grande Mestre
De Todos
Os Mestres.

Império
Que Supera
A Carne.

Império
Que Supera
O Espirito.

Império
Que Supera
A Si Mesmo.

O Império
Do Sublime
Autoconhecimento.

Na Estrada
De Escorpião,
O Caminhante No Deserto
Deve Obter
O Alto Trono
De Um Inesgotável
Império Máximo
Ardente Entre
Os Internos Templos
De Sua Alma
Em Águas
Que Em Chamas
Entrem
Ao Toque De
Seus Pés Sangrados
Nas Mais Venenosas
Areias
Do Deserto.

Inominável Ser
EM TERRAS
DA ESTRADA
DE ESCORPIÃO




segunda-feira, abril 10, 2017

0

A Sétima Estrada No Deserto



 Libra - Sakimichan


O Caminhante No Deserto
Se Torna Uma Pluma
E É Pesado
Na Balança Existencial
Em Tudo Aquilo
No Qual Morreu,
No Qual Morre
E No Qual Morrerá.

Sem O Vacilo
Daqueles Que
Não Se Aniquilam
Para Verdadeiramente
Existir,
Ele Procura
Cada Vez Mais
Estar Em Sinfonias
Que Harmoniosamente
Ecoam No Grande
Ar.

Sete Danças
No Grande
Ar.

Ele Dança
Na Infinita Música
Tocada Pelos
Mestres Universais.

Sete Danças
Com Mestres
Universais.

Ele Dança
Na Infinita Música
Tocada Pelos
Astros Universais.

Sete Danças
Com Astros
Universais.

Ele Dança
Na Infinita Música
Tocada Pelos
Silêncios Universais.

Sete Danças
Com Silêncios
Universais.

Ele Se Torna,
Como A Pluma
Mais Leve
Do Deserto,
O Dançarino
Sobre A Corda
Acima Do Rio
Do Destino.

Dançarino
No Deserto
Que Sabe
Cair.

Cair
Sete
Vezes.

Dançarino
No Deserto
Que Sabe
Erguer-Se.

Erguer-Se
Sete
Vezes.

Dançarino
No Deserto
Que Nunca Erra
Seus Passos.

Nunca Errar
Sete
Vezes.

Dançarino
No Deserto
Que Sempre Está
Criando Novos Passos.

Sempre Criar
Sete
Vezes.

Aniquilado Dançarino
Que Encontra
O Mestre Libra
A Empunhar
A Grande Balança
Sobre O Grande Rio
Existencial
Executando A
Primeira Dança.

O Mestre Libra,
Dançando Com Ele
E Sabendo Que
Cada Passo
É Pesado Acima
Do Tempo
No Espaço
E Do Espaço
No Tempo.

Cada Passo
Da Dança
Existencial
É Fundamento
Que Equilibra
A Balança Eterna
Da Jornada
Daquele Que Marcha
Pelas Estradas
Do Deserto.

Na Estrada
De Libra
Cada Dança
É O Manifesto
Da Sublime Ascensão
Dos Libertos Que
O Caminhante No Deserto,
Também Sabendo
Dançar Para
Equilibrar-Se No
Retorno Ao Primeiro
De Todos Os Dançarinos,
Tem Que Aprender
Sem Deixar Esmorecer
A Energia Que Se
Respira
Dentro Do Palco
Da Verdadeira Vitória
Na Guerra Pelo
Verdadeiro Libertar
A Si Mesmo
Da Escravidão Que Ata
Todo Aquele Que
Não Sabe Dançar.

Inominável Ser
EM TERRAS
DA ESTRADA
DE LIBRA