A Décima Primeira Estrada No Deserto


Aquarius - Sakimichan


Em Silêncio,
O Caminhante No Deserto
Bebe Das Águas
Derramadas Pelo
Mestre Aguadeiro
Em Sua Alma.

Em Silêncio,
O Caminhante No Deserto
Aprende Com As Águas
A Usar O Verbo
Que Aponta Sempre
Para O Alto.

Em Silêncio,
O Caminhante No Deserto
Ouve As Vozes Das Águas
Falarem Das Correntes
Dos Mais Puros Oceanos
Na Origem Cósmica.

Em Silêncio,
O Caminhante No Deserto
Abraça As Águas
Que Ao Grande Mar
Se Voltam Como
Grandes Mestras.

Em Silêncio,
O Caminhante No Deserto
Recebe Das Águas
O Suave Descanso
Nas Areias Da
Grande Praia.

Mas,
Ele Continua
Caminhando
É Aniquilando
Nas Areias
Suas Existências.

Ele Vai Caminhando
E Também Aniquilando
Nas Areias
As Insistências
De Suas Falsas
Essências.

Ele Vai Caminhando
E Igualmente Segue
Aniquilando
As Regências
De Suas Tolas
Tendências.

Caminhando
Perto Da
Grande Montanha
Para A Qual
A Estrada No Deserto
Guia.

Caminhando
Para Dentro
Da Grande Montanha
Onde Encontrarão
O Fim Da Estrada
Do Deserto.

Caminhando
Direto Ao Centro
Onde O Um
Se Revelará
A Própria Estrada
E O Próprio Deserto.

Em Seu Eu,
As Águas Derramadas
Pelos Jarros
Do Mestre Aguadeiro
Se Tornam As Fontes
De Seu Crescimento
Na Direção Da Unidade
Para Onde O Todo
Retorna.

Na Estrada
De Aquário,
O Caminhante No Deserto
É O Solitário Andarilho
Que Não Esmorece
Perto Do Primeiro
E Último Objetivo
De Todo Adepto
Errante No Deserto
Que Se Derrama
Nas Areias
Através Do Branco
Que Abandona
E Do Vermelho
Que Cosmicamente
Passa A Compreender.

Inominável Ser
EM TERRAS
DA ESTRADA
DE AQUÁRIO




Comentários

Postagens mais visitadas